Todos os anos as instituições que compõem o Sistema de Pagamentos Brasileiro investem bilhões de reais em infraestrutura de segurança física e eletrônica buscando garantir um alto nível de segurança e conveniência aos seus usuários, possibilitando transações seguras em todos os canais disponíveis – agências, ATMs, e-banking, m-banking, e outros. A busca por novos padrões de proteção e vigilância do sistema é constante e conta com a parceria do Governo, da Polícia e do Poder Judiciário, no combate à fraude e outros crimes financeiros.

Mas nessa questão é importante destacar que o grande vetor de informações para os fraudadores continua sendo o próprio usuário do sistema e que nenhuma ferramenta de segurança, por mais sofisticada que seja, será capaz de cobrir essa vulnerabilidade.

No entanto alguns procedimentos e cuidados simples adotados pelos usuários podem contribuir, e muito, para a segurança do sistema, prevenindo as fraudes e reduzindo perdas financeiras.

 

Algumas boas práticas de segurança sugeridas são:

 

1)     Cuidados com as senhas

·        Crie senhas “fortes” utilizando combinações de caracteres alfanuméricos, evitando repetições e sequências de números ou letras e preferencialmente com no mínimo oito dígitos;

·        Evite utilizar combinações de números de outras identificações pessoais como data de nascimento, documentos, etc;

·        Procure memorizar suas senhas e palavras e códigos de acesso, evitando anotá-las ou gravá-las em recursos para acessos automáticos em navegadores, e-mails, sites, redes sociais, etc;

·        Jamais revele suas senhas a terceiros, não permita que visualizem sua digitação e não a digite em telefones e computadores de pessoas desconhecidas;

·        Troque suas senhas periodicamente.

 

2) Cuidados com a utilização do cartão

·        Jamais empreste seu cartão a terceiros nem permita que estranhos tenham acesso a ele. Mantenha-o sob sua total vigilância, pois um breve descuido pode possibilitar uma eventual troca, roubo ou perda. Esteja atento também quanto à ocorrência de esbarrões aparentemente acidentais que possam distraí-lo, ou fazer com que perca seu cartão de vista ainda que por pouco tempo. Caso isso aconteça procure recuperá-lo o mais rápido possível, certificando-se de que o cartão é realmente o seu. Se houver algo de errado comunique o fato imediatamente ao banco;

·        Em caso de roubo, perda ou extravio, comunique o banco e peça o cancelamento do cartão. Em caso de assalto, registre a ocorrência em uma delegacia;

·        Se estiver utilizando o caixa automático e acontecer a retenção do cartão pelo equipamento, comunique o ocorrido imediatamente a Central de Atendimento do Banco. Nesses casos, não aceite a ajuda de estranhos, nem digite sua senha no equipamento;

·        Procure sair de casa levando somente o cartão que pretende utilizar, deixando os demais guardados em local seguro. O mesmo procedimento vale quando estiver em viagem. Deixe no cofre do hotel os cartões que não for utilizar;

·        Ao realizar um pagamento com o cartão, solicite sempre a via do comprovante de venda e, antes de assiná-lo, confira o valor declarado da compra;

·        Esteja sempre atento aos lançamentos em sua conta corrente. Se constatar qualquer crédito ou débito irregular, informe imediatamente o banco.

 

3)     Cuidados com a utilização dos Caixas Automáticos

·        Antes de iniciar a transação, verifique com atenção a tela do equipamento e veja se ela está ativo. Se estiver inoperante, não insira o seu cartão;

·        Se o terminal estiver inoperante não permita que terceiros, ainda que identificados como funcionários do banco, introduza seu cartão em nenhum tipo de terminal avulso, pois fraudadores se utilizam desse procedimento para clonar cartões e obter senhas. Nunca aceite ajuda de terceiros;

·        Caso haja pessoas aguardando na fila, certifique-se de que estejam respeitando a faixa de segurança e de que não tenham acesso visual à digitação de sua senha. Se notar alguma movimentação suspeita, não realize a transação;

·        Preferivelmente utilize caixas automáticos instalados em locais movimentados e em ambientes internos, como shoppings, lojas de conveniência e supermercados, e procure realizar suas transações, especialmente os saques, no horário comercial;

·        Em caso de retenção do cartão ou das notas sacadas, procure entrar em contato com o banco através de um telefone seguro, evitando a utilização de celulares de terceiros. Lembre-se de que os dados de sua conta e senha ficaram registrados na memória do aparelho. Além disso, você poderá não estar falando com um atendente do banco e sim com um fraudador;

·        Caso não consiga concluir uma operação, aperte as teclas Anula ou Cancela e dirija-se a outro equipamento.

 

4) Cuidados com a utilização do Internet Banking

·        O computador utilizado para ter acesso aos serviços bancários teve ter um programa de antivírus confiável e permanentemente atualizado;

·        Cadastre o computador a ser utilizado de acordo com os procedimentos estabelecidos por cada instituição financeira. Os bancos disponibilizam sistemas de certificação próprios que também devem ser instalados no seu computador para assegurar um acesso seguro;

·        Só utilize equipamento efetivamente confiável para realizar transações financeiras. Não realize operações em equipamentos públicos ou de desconhecidos. Programas escusos instalados nesses computadores podem ser utilizados por fraudadores para capturar suas informações quando forem digitadas;

·        Use somente provedores confiáveis. A escolha de um provedor deve levar em conta também seus mecanismos, políticas de segurança e a confiabilidade da empresa;

·        Troque a senha de acesso periodicamente;

·        Se estiver em dúvida sobre a segurança de algum procedimento que executou, entre em contato com o banco. Prevenção é a melhor forma de segurança.

 

5)     Cuidados com a utilização do m-Banking

·        Utilize sempre um programa de antivírus atualizado;

·        Não acesse diretamente o site do banco para realizar suas transações;

·        Faça download de aplicativos de segurança oferecidos pelos bancos para realizar suas transações;

·        Só utilize redes Wi-Fi nas quais confie. A utilização de redes abertas permite que outras pessoas possam ter acesso aos dados que estão sendo transmitidos;

·        Tenha cautela ao baixar aplicativos e ao utilizar o sistema Bluetooth.

 

6) Cuidados ao realizar compras on line

·        Procure realizar suas compras em sites conhecidos e de boa credibilidade;

·        No momento de efetuar pagamentos ou outras operações financeiras, certifique-se de que não foi transferido para nenhum outro site;

·        Verifique se o site possui o certificado de habilitação concedido por um certificador internacional clicando sobre o ícone de segurança (cadeado e/ou chave de segurança). Esse procedimento confirmará sua autenticidade e dará informações sobre o nível de criptografia utilizada;

·        Prefira efetuar o pagamento através de empresas credenciadas para realizar essas transações de forma segura. Para isso faça um cadastramento prévio nessas instituições financeiras;

·        Não insira novos certificadores no browser (programa de navegação), a menos que conheça todas as implicações decorrentes desse procedimento.

 

7) Cuidados com e-mails recebidos

·        Cuidado com e-mails não solicitados ou de procedência desconhecida, especialmente se tiverem arquivos anexados. Correspondências eletrônicas também podem trazer programas desconhecidos que oferecem diversos tipos de riscos à segurança do usuário;

·        Desconfie de e-mails que solicitam informações pessoais, principalmente confidenciais, tais como: senhas, números de identidade, CPF, etc. Faça uma verificação criteriosa sobre a empresa ou pessoa que esteja solicitando tais informações e, na dúvida, não responda;

·        Apague os e-mails não solicitados e os que você não tenha absoluta certeza de que procedem de fonte confiável;

·        Tome cuidado especialmente com arquivos e endereços obtidos em salas de bate-papo (chats). Alguns desses chats são frequentados por hackers;

·        Jamais abra arquivos anexados ou execute programas desconhecidos recebidos por e-mails, mesmo que o remetente pareça conhecido;

·        Mensagens e e-mails de correntes ou de propaganda enganosa também podem trazer vírus e instalar programas de captura de dados em seu computador, portanto evite abri-los.

 

8) Cuidados com Spam

·        Solicite aos seus amigos que não enviem mensagens do tipo corrente (spam), elas podem vir acompanhadas de vírus;

·        Tenha cautela ao abrir mensagens que oferecem facilidades promocionais, propaganda enganosa, curiosidades, mensagens de amizade e outros títulos – essas mensagens são muito utilizadas para propagar vírus e programas de captura de dados;

·        Se você compartilha seu computador com outras pessoas certifique-se de que também adotem procedimentos de segurança.

 

9) Cuidados com a utilização de cheques

·        Procure sempre emitir cheques nominais e cruzados;

·        Ao preencher os cheques, elimine os espaços vazios;

·        Evite rasuras;

·        Registre a emissão do cheque no canhoto do talão;

·        Leve apenas a quantidade de folhas que pretende utilizar no dia;

·        Ao receber um novo talão, confira todos dados: o nome, número da conta corrente e CPF e a quantidade de cheques do talonário;

·        Guarde os talões em local seguro, lembrando-se de destacar a folha de requisição e guardá-la em separado;

·        Nunca deixe requisições ou cheques assinados no talão;

·        Destrua os talões de contas inativas;

·        Mantenha os cheques separados dos documentos pessoais;

·        Não preencha os cheques com caneta hidrográfica ou máquina com fita a base de polietileno que são fáceis de apagar possibilitando a modificação de assinaturas e valores.

 

10) Outros cuidados importantes

·        Não forneça dados pessoais por telefone;

·        Sempre encerre seu acesso ao afastar-se do computador ou ao término de suas atividades;

·        Evite acessar sites que possuam baixo nível de segurança;

·        Procure conhecer os sistemas e procedimentos de segurança oferecidos pelo seu banco;

·        Desconfie da oferta de vantagens financeiras, de abordagens dramáticas de desconhecidos e de propostas de utilização de sua conta para operações financeiras de terceiros;

·        Em caso de qualquer dúvida, entre em contato com o seu banco e informe sobre qualquer situação fora do padrão e dos serviços estabelecidos em contrato.

 

Dicas de segurança são permanentemente divulgadas pelos meios de comunicação. Esteja atento e coloque-as em prática.